Venha compartilhar um pouco do trabalho que realizo como historiador e professor da cidade de Cotia. Mergulhe no passado das pessoas que construiram este lugar, recorde fatos marcantes que deram identidade cultural a esta cidade.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

INIMIGOS


O Facebook é uma ferramenta maneira, ele permite que escolhamos nossos amigos (assim dizem), mas seria melhor se pudéssemos escolher nossos inimigos. Não seria bacana? Imagine: inimigo invejoso, inimigo ciumento, inimigo traíra, inimigo que se faz de amigo, mas é inimigo. Inimigo de todo tipo. Teríamos centenas de inimigos, conscientes da sua inimizade. Como seria bom!

Se fossemos catalogar todos os tipos de inimigos não caberia nesta folha de papel.

Decepcionamo-nos com um amigo porque acreditamos que todos são amigos de verdade. Não é bem assim. Começamos a perder um amigo quando ele passa a participar de nossas vidas. Descobre as nossas fraquezas. Descobre que não somos tudo aquilo que parecemos ser. O bom inimigo é aquele vai se nutrindo de informações da gente e espera a hora certa para usá-las. Xeque mate! Ficamos perplexos!

O inimigo não é uma entidade de fora para dentro, ele ganha vida a partir das nossas atitudes. A partir das nossas carências. A partir dos nossos medos. O inimigo perfeito é aquele que conhece em detalhe o jeito que nos comportamos diante de uma dificuldade. Ele encontra uma brecha para dizer que deveríamos agir desta forma. Tem a receita certa sem riscos. Acreditamos ingenuamente.

O inimigo como entidade vai se apoderando lentamente dos nossos sentimentos. Ele parece um ser maravilhoso porque alivia-nos superficialmente das nossas dores. Ficamos embevecidos. Elogia falsamente. Aos poucos vai tomando nosso espaço. O inimigo deseja ser como nós, com defeito e tudo. Ele inveja a casa em que moramos. Ele inveja nossa família. Ele inveja nosso sorriso.  É... nós que o escolhemos, infelizmente.

Não gostamos de correr riscos. Entregamo-nos de corpo e alma aos nossos inimigos. Inimigo bom é aquele que aconselha pensando como vai tirar proveito em determinado momento. Uma forma de evitar inimigos é nos conhecermos. Inimigo não é tudo de ruim. Eles nos ajudam a crescer. Colocam os dedos em nossas feridas. Amigo que só fala aquilo que queremos ouvir não é tão amigo assim.

O autoconhecimento evita que inimigos se aproximem. Na medida em que sabemos lidar com nossos medos e angústias não precisamos de muletas. Não precisamos de inimigos. Livra-nos dos inimigos.