Venha compartilhar um pouco do trabalho que realizo como historiador e professor da cidade de Cotia. Mergulhe no passado das pessoas que construiram este lugar, recorde fatos marcantes que deram identidade cultural a esta cidade.

terça-feira, 17 de março de 2015

A CLASSE MÉDIA VAI AS RUAS: CONTRA A CORRUPÇÃO


Parece que existe um preconceito dissimulado contra a classe média. Talvez por ela sempre oscilar na estratificação social. Ora para baixo! Ora para cima! Sempre tentando se manter na linha tênue dos planos econômicos. Deve ser terrível viver nessa instabilidade,emocionalmente à procura de uma identidade. To be, or not to be, that is the question”(Ser ou não ser, eis a questão).

A classe média desprezada pelos operários organizados e rejeitada pelos ricos resistentes no topo da pirâmide social. Acusada injustamente de ser americanizada. Acusada injustamente de ser conservadora. Acusada de ser golpista. Quando ela reage à corrupção que assola o País são hostilizados. Independente de quem está no poder, o descaso com a coisa pública tem sido motivo de vergonha à nação.

Não tem uma sigla partidária que está aí no cenário político que escapa ao imbróglio estabelecido. Acertos escusos que enchem a administração pública de gente despreparada pelo cargo que exerce. Um descuido nunca visto com a educação, com a saúde e a segurança. Um escândalo atrás do outro, mesmo na época dos militares. A classe média quer ser respeitada. Como dizem: também pagam impostos!

De toda essa organização ordeira que levou milhões de brasileiros às ruas,há que decantar os sedimentos ruins. Como Impeachment! A volta do militares! Ações de homofobias. E outros tipos de preconceitos,intoleráveis nos dias de hoje. Agora, uma coisa é certa: é preciso um basta ao desmando.
O recado foi dado para aqueles que estão no poder. A oposição vestida de lobo em pele de cordeiro também deve prestar atenção ao recado dado.

A classe média vai ao paraíso de verde amarelo... Milhões! Há que ouvir e prestar atenção ao movimento.